domingo, 31 de julho de 2011

Curso com Patrícia Pinna


A Associação Baiana de Arteterapia - ASBART convida:

Ouça o chamado do seu coração e venha se unir a nós nesse encontro com a sabedoria e conhecimento de Patrícia Pinna.

MITOLOGIA, AMOR HUMANO E ARTETERAPIA:
O amor, a conjugalidade, a sexualidade sagrada e a Arteterapia
Sábado - 16/07/2011
09:00 às 18:00h

Valor promocional: R$215,00
Valor para associados à ASBART: R$190,00(Estes valores inclui o almoço)
Inscrições com nossa tesoureira Joana Kalil:  joana.kalil@redebahia.com.br

Local do Evento: Espaço Villa do Bem - Rua São Paulo, nº 20, Pituba - Salvador - BA
Tel. 30221624 / 30221627

FICHA DE INSCRIÇÃO

Nome completo: ____________________________________________________________

Profissão/Curso-período:______________________ Instituição: ______________________

Membro de Associações de Arteterapia:  Estudante (  )    Profissional (  )

Filiado às associações da Arteterapia: Sim (  )  Não (  )

E-mail:___________________________________________________________________

Fone:_______________________________Celular: ________________(Operadora:____)

Endereço_________________________________________________________________

Cidade: __________________  UF: _______     CEP: _____________________________

Na programação serão abordados os temas:
  • Afrodite, seu séquito de deusas e Dioniso 
  • Eros e Psiqué: o erotismo saudável e o resgate do prazer numa dimensão mais profunda (que inclui a alma)
  • Aproximações entre as filosofias orientais e o Ocidente: os chakras, a sexualidade sagrada e individuação
  • Sherazade: o poder de tecer com palavras e o trabalho com o mito pessoal

Nesse curso, que é vivencial e teórico, trabalharemos com mitos e contos (e recursos arteterapêuticos associados a eles) que nos ajudam a compreender o sentido e a importância do fluxo da energia amorosa e suas diferentes formas de expressão, como um atributo do Feminino a ser conjugado com o Masculino na co-criação da Vida, através de todas as nossas relações, gerando assim sabedoria, crescimento, criatividade, harmonia, arte! 

Patrícia Pinna Bernardo
CRP: 06/16725   AATESP: 056/0905


Autora da coleção:
A PRÁTICA DA ARTETERAPIA: CORRELAÇÕES ENTRE TEMAS E RECURSOS
Vol I: Temas centrais em ArteterapiaVol II -  Mitologia Indígena e Arteterapia: a arte de trilhar a Roda da Vida, Vol III Mitologia Africana e Arteterapia: a força dos elementos em nossa vida, Vol IV Arteterapia e Mitologia Criativa - orquestrando limiares, Vol V - A Alquimia nos Mitos e Contos e a Arteterapia: Criatividade, transformação e Individuação
 (disponíveis para a venda no dia do curso)

Coordenadora da Pós-graduação em Arteterapia e da Pós-graduação em Arteterapia Aplicada: saúde, artes, educação e organizações (UNIP). Psicóloga (USP) e Artista Plástica (FAAP), Pós-doutora em Mitologia Criativa e Arteterapia (FEUSP), Doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (USP), Mestre em Psicologia Clínica (PUC-SP), Arteterapeuta e psicoterapeuta, atuando há 28 anos com crianças, adolescentes e adultos em consultório, escolas e instituições. Professora Universitária em cursos de graduação e Pós há 16 anos (Psicologia, Pedagogia, Artes Plásticas, Musicoterapia, Arte-educação, Arteterapia). Supervisora de trabalhos clínicos e institucionais.  

HISTÓRICO ARTETERAPIA


HISTÓRICO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTETERAPIA JUNGUIANA DO INSTITUTO JUNGUIANO DA BAHIA

Por Carla Maciel*


O Instituto Junguiano da Bahia, centro democrático de discussão e referência baiana no estudo da Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung, oferece diversos cursos de Pós-graduação, sob a chancela da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, entre eles o de Arteterapia Junguiana. Esse curso surgiu em 2002 a partir da ideia do diretor do IJBA, Carlos São Paulo, e de suas reflexões junto às psicólogas Ana Elizabeth Rabelo e Maria Arminda Tutti Cabussú. Essas últimas, já professoras da casa, estruturaram a grade curricular do curso adaptando-a aos pré-requisitos do IJBA, fazendo com que a ideia e o desejo se tornassem um fato.

O curso de Arteterapia do IJBA tem como propósito possibilitar a reflexão e análise da prática da Arteterapia sob o olhar profundo da Psicologia Analítica de C. G. Jung. Esse curso tem uma estrutura básica teórico-vivencial permitindo que o aluno expresse seu universo interno e sua visão de mundo de forma criativa e construtiva, possibilitando viver com mais espontaneidade e harmonia consigo mesmo e com o outro. Essa experiência subjetiva, somada ao conhecimento teórico das áreas afins, nos parece fundamental no preparo e amadurecimento do aluno para sua postura e atuação profissional como arteterapeuta.

A partir de 2007, todos os cursos de Pós-graduação do IJBA passaram a ter um coordenador específico e Carla Maciel, psicóloga e arteterapeuta, assumiu então a coordenação do curso de Arteterapia Junguiana, cargo que desempenha até hoje, tentando adaptá-lo às demandas e sugestões trazidas pelos alunos, assim como às exigências curriculares da UBAAT, União Brasileira de Associações de Arteterapia, órgão nacional que rege e reconhece a prática dos arteterapeutas.
Nesse período, algumas mudanças significativas levaram a uma maior qualificação do curso como o aumento do número de supervisores, a possibilidade de estágio no próprio IJBA, reorganização curricular (introdução de novas disciplinas) e da carga horária e formação de um corpo docente coeso e harmônico. Atualmente o curso tem carga horária de 550h e as disciplinas se dividem em: básicas - Fundamentos da Psicologia Analítica e Psicologia Junguiana Avançada, e específicas - Fundamentos da Arteterapia, Expressões Artísticas: Dança, Teatro, Artes Plásticas e Música, Criatividade e Cérebro, Arteterapia Aplicada, Estágio Supervisionado e Trabalho de Conclusão de Curso.

Em 2009, o Instituto Junguiano da Bahia inaugura sua VIIIª turma com o mesmo entusiasmo e abertura de sempre, reafirmando seu interesse em propagar a prática da Arteterapia na Bahia e renovando o prazer em ver seus alunos desbravarem o mercado e atuarem proativamente nas suas áreas profissionais.

Carla Maciel é psicóloga (UFBA), psicoterapeuta junguiana (IJBA) e especialista em Arteterapia pela Universidade Denis Diderot Paris VII – França. Atualmente é professora, supervisora e coordenadora da Pós-Graduação em Arteterapia Junguiana do Instituto Junguiano da Bahia.
Sede da Associação Baiana de Arteterapia  - ASBART


Centro Odonto Médico Henri Dunant - Rua Agnelo Brito, 187, sala 108 - Federação 
(Rua em frente ao Monumento a Clériston Andrade, na Av. Garibaldi - Ondina)
Tel.: 71 3497-1306   asbart.ba@gmail.com
http://arteterapiadabahia.blogspot.com/



UBAAT - União Brasileira das Associações de Arteterapia




* Entidades Filiadas:
1) Associação Baiana de Arteterapia (ASBART)
Site: http://asbart.blogspot.com/        

 2) Associação Brasil Central de Arteterapia-Goiás, Distrito Federal e Tocantins (ABCA)
Site: www.brasilcentralarteterapia.org             

 3) Associação de Arteterapia do Espírito Santo (AARTES)
Site: www.aartes.net            

4) Associação Mineira de Arteterapia (AMART)

5) Associação Pernambucana de Arteterapia (ARTE-PE)

6) Associação de Arteterapia do Rio Grande do Sul (AATERGS)

Página da comunidade AATERGS: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=51374993    
Blog das atividades da AATERGS: http://aatergsciclosarteterapia.blogspot.com/


7) Associação de Arteterapia do Rio de Janeiro (AARJ)

8) Associação SulBrasileira de Arteterapia (ASBAT)
Site: http:/asbarteterapiars.arteblog.com.br  

9) Associação Potiguar de Arteterapia (ASPOART)
Site: http//www.aspoart.blogspot.com              

10) Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo (AATESP)

11) Associação Catarinense de Arteterapia (ACAT)
Site: não tem

sexta-feira, 29 de julho de 2011


07/06/2011


NOVA DIRETORIA DA ASBART




NOVA DIRETORIA DA ASBART

No dia 27 de Maio de 2011 esteve reunida a Diretoria da Associação Baiana de Arteterapia – ASBART, para eleição da nova Gestão.

Estiveram presentes dezenove associados, cheios de entusiasmo com os novos ventos que sopram trazendo esperança diante das possibilidades que estão se abrindo para quem escolheu esta forma bela, criativa e profunda de tratar o sofrimento humano, assim como de levar ao autoconhecimento. 
Grácia Gonçalves apresentou uma síntese da sua gestão e empossou a nova Diretoria, eleita por unanimidade, composta por professores e associados que foram alunos do Instituto Junguiano da Bahia:

Presidente: Maria Celeste Carneiro dos Santos – Registro ASBART: 0035/0906
Vice-Presidente: Ana Maria Passaro Nogueira – Registro ASBART: 0059/0809
1° Secretário: Katherine Barretto de Almeida – Registro ASBART: 0080/0511
2° Secretário: Diana Santiago da Fonseca – Registro ASBART: 0079/0511
1° Tesoureiro: Joana Kalil Gusmão – Registro ASBART: 0085/0511
2° Tesoureiro: Rosane Aparecida Nunes Amaral – Registro ASBART: 0081/0511
Conselho Fiscal: Carla Silveira Maciel – Registro ASBART: 0044/0509
Conselho Fiscal: Dilberto Raimundo Araújo de Assis – Registro ASBART: 0073/1010
Conselho Fiscal: Antônio Mário Aleluia _– Registro ASBART: 0078/0511
1° Suplente: Margarete de Jesus Braga – Registro ASBART: 0012/0910
2° Suplente: Larissa Martins Seixas – Registro ASBART: 0029/0804
3° Suplente: Ana Rosa de Oliveira – Registro ASBART: 0019/0704
Em seguida, Celeste Carneiro expôs o processo de formação da nova chapa para direção da ASBART e encerrou a reunião, quando todos se confraternizaram com alegria.

A Direção

 Celeste Carneiro tomando posse

  Grácia passando o bastão (pincel)  para Celeste Carneiro


Arteterapeutas presentes à reunião


Integração das Diretorias anterior e atual


            
NOVA DIRETORIA DA ASBART
Processo e Propostas

Desde o Congresso Brasileiro de Arteterapia, ocorrido em São Paulo em 2010, que Grácia Gonçalves vem solicitando a mim e a Carla Maciel, coordenadora da pós-graduação em Arteterapia Junguiana no Instituto Junguiano da Bahia, para que déssemos prosseguimento ao seu trabalho junto à Associação Baiana de Arteterapia.

Envolvidas em múltiplas atividades, não encontrávamos tempo para mais uma tarefa. 

Já vínhamos trabalhando na divulgação da Arteterapia, através de artigos, livros e eventos, como o que aconteceu no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura, do Salvador Shopping, com a presença de mais de oitenta pessoas que vieram saber sobre o que é Arteterapia, com a nossa participação e convidadas: Ana Passaro, Carla Maciel e Grácia Gonçalves.


Entusiasmada com a alta receptividade, Carla sentiu ser o momento para nos unirmos e darmos prosseguimento a este momento tão bonito da Arteterapia na Bahia.  Também eu sentia o mesmo, já deixando agendado no mesmo local um outro evento, abordando a Arteterapia na Saúde, para o dia 25 de Outubro deste ano.
Assim, atendendo ao convite de Carla, nos reunimos para definirmos a nova chapa, com o compromisso de que todos estariam envolvidos nesse processo, fortalecendo a Associação Baiana de Arteterapia.

Lembramos das frases que estimulam o processo criativo:  E se?...  Por que não?


E, movida pelas frases: “... mas para Deus TUDO é possível!” e “Se DEUS é por nós, quem será contra nós?”, aceitei o desafio de ampliar a respeitabilidade da Arteterapia, assumindo a presidência da ASBART, com a união de todos para vencermos os obstáculos que surgirem, como formiguinhas que não medem dificuldade para conduzir o seu alimento, sempre em equipe.

Para isso, adotaremos a Gestão Horizontal, baseados em alguns itens que apresentamos em seguida.

Celeste Carneiro
Membro da diretoria da ASBART

GESTÃO HORIZONTAL
Frank Ostroff



    •  Trabalhar com equipes;
    •  Reduzir a hierarquia e eliminação de tarefas que não agregam valor ou que não conceda autoridade aos membros da equipe para tomar decisões nas atividades que estão conduzindo;
    •  Promover o empoderamento, dando poder, instrumentos, capacitação e responsabilidades a cada membro da equipe;
    • Dar ênfase na competência múltipla – desenvolvimento de pessoas, descoberta de talentos, profissionais em busca de excelência;
    •  Pensar, ousar, enfrentar desafios – o novo modelo exige respostas rápidas e resultados positivos;
    •  Aperfeiçoar ou promover a construção de uma cultura organizacional de colaboração, cooperação, bom relacionamento entre as pessoas.
Frank Ostroff , citado por Bethânia G Garcia Lameira, Edilene da Mota Moraes e Risoleide de Freitas Almeida  em:  A desverticalização das organizações. Disponível em: http://www.aedb.br/seget/artigos06/872_A%20Desverticalizacao%20das%20Organizacoes.pdf
OSTROFF, Frank. The Horizontal organization, New York, Oxforf University, Press, 1999.


Lembramos do pensamento de Pierre Weil sobre o trabalho em equipe nas Organizações e na sociedade de uma forma geral, quando agimos de FORMA COOPERATIVA, ou seja grupal, todos participam, há organização, todos ganham, há união, honestidade, é reconfortante, amplo, existe acolhida-confiança, o desafio é coletivo e "o jogo somos nós". 

Ele fala em seu artigo DA COMPETIÇÃO À COOPERAÇÃO: UMA EVOLUÇÃO INDISPENSÁVEL À NOSSA SOBREVIVÊNCIA E PAZ, do efeito desta atitude em nós mesmos:

Na área individual, a cooperação gera um estado físico de saúde estimulando um funcionamento glandular harmonioso pois gera sentimentos e emoções altamente construtivas tais como o amor, a compaixão, a alegria e a equanimidade; as gera ou resulta delas.

No plano da mente, a cooperação estimula a dissolução da dualidade que se opõe o "eu" e o "outro".  Na cooperação há momentos em que se constata que só há um espírito o qual é integrado pelos espíritos individuais em aparência separados.
Pierre Weil
http://www.pierreweil.pro.br/Novas.htm


Celeste Carneiro
Membro da diretoria da ASBART

PLANO DE AÇÃO PARA A NOVA DIRETORIA DA ASBART

Reunidos, preparamos este Plano de Ação, que já se encontra em andamento.

A curto prazo:

1 - criação de comissões e grupos de apoio que dinamizem o funcionamento da Associação
2 - mapeamento dos profissionais atuantes na área
3 - obter um mini-currículo de todos os associados
4 - curso com Patrícia Pinna que está confirmado para o dia 16 de Julho de 2011
5 - promover eventos para divulgar a Arteterapia, como o que está acontecendo na Livraria Cultura
6 - criar um jornal, inicialmente de 4 folhas (8 páginas) para divulgação dos trabalhos dos arteterapeutas e estudantes de Arteterapia, com artigos e notícias de interesse.  Esse jornal será custeado com os anúncios dos interessados e distribuído gratuitamente.

A longo prazo:

1 - promover jornadas de Arteterapia e suas diversas abordagens: Arte e Psicanálise; Arte e Gestalt; Arte e Cognição; Arte e Psicologia Junguiana; Arte e Terapia Social; Arte e Transpessoal, Arteterapia com crianças, jovens, adultos e idosos; Interpretação de desenhos; Mandalas. Etc.
2 - Incluir a Arteterapia em Hospitais e Clínicas.
3 - Criar uma graduação em Arteterapia ou outra pós em Arteterapia com as demais abordagens.
4 - Criação de um site para divulgação das ações da associação, congressos, inclusão do cadastro de associados para consultas e meio de divulgação contendo (nome, endereço, telefone, e-mail), inclusão de trabalhos realizados, importância da Arteterapia, etc.
5 - Publicação de livros sobre Arteterapia com a produção dos estudantes e experiência dos arteterapeutas.

Finalizamos nossa apresentação com as frases:

A vida é pra quem topa qualquer parada. Não pra quem pára em qualquer topada. (Bob Marley)

Não caminhe atrás de mim; eu posso não liderar. Não caminhe na minha frente; eu posso não seguir. Simplesmente caminhe a meu lado e seja meu amigo.
(Albert Camus)

E retornamos ao princípio, como num Uroboru (o princípio pode ser o fim, lendo-se de traz para frente):


Alcemos novos voos, sigamos sempre em frente cheios de otimismo!

Celeste Carneiro
Membro da diretoria da ASBART

COMISSÕES DE APOIO PARA A ASBART

Logo em seguida à posse da nova Diretoria, nos reunimos no dia 30 de Maio de 2011, na sede da ASBART, para definirmos as comissões e grupos de apoio que ajudarão a dinamizar o funcionamento da Associação.

Tendo em vista a ideia proposta pela psiquiatra e psicanalista junguiana Jean Bolen, autora do livroMilionésimo Círculo, reunir-se em círculo permite que todos tenham o poder da palavra, da opinião, sem a hierarquia antiga, olhando um para o outro, passando o “bastão da fala” simbólico, a fim de haver um consenso composto com a energia de todos.

Jean Bolen se baseia na história do Centésimo Macaco, usada por Rupert Sheldrake na Teoria do Campo Mórfico, que informa: Uma mudança no comportamento de uma espécie ocorre quando uma massa crítica – um número exato necessário – é alcançado. Quando isso acontece, o comportamento ou hábitos de toda a espécie é alterado. E ela sugere então a criação de círculos de pessoas até atingirmos um milhão de círculos que determinarão a mudança que queremos fazer na Terra.

Assim, com o entusiasmo contagiante de Carla Maciel, foram criadas três Comissões, com seus grupos de apoio, agregando ao círculo inicial:

Comissão de Eventos:
Tânia Nunes, Larissa Seixas, Ilber Assis, Nalu Andrade. Apoio: Fátima Prazeres, Onélia do Prado, Ana Rosa, Célia Montenegro e Rita Leite.
Comissão de Comunicação:
Tânia Contreiras, Margarete Braga, Cláudia Antunes, Grácia Gonçalves. Apoio: Ana Passaro, Mário Aleluia e Diana Santiago.

Comissão de Administração:
Sandra Barroso, Célia Bergamasque, Cristiane Padin, Pierre Gonçalves.

Celeste Carneiro
Membro da diretoria da ASBART